Resultados
Saiba os resultados
das suas análises
Notícias
Análise Genética da Obesidade.

Como é amplamente conhecido, a obesidade é um importante problema de saúde publica, em todo o mundo, estando associado a inúmeras comorbilidades (desde doenca cardiovascular e diabetes a patologia osteoarticular e até do foro psiquiátrico). O tecido adiposo não é apenas um reservatório de gordura, sendo também um importante produtor de hormonas e citoquinas, que condicionam todos os sistemas de órgãos.

 

Qual a influência genética no desenvolvimento da obesidade?

 

Existe um importante componente genético na obesidade (estimativa de transmissão hereditária entre os 40 e 70%). Inclusivamente, pensa-se hoje que as alterações genéticas predisponentes para a obesidade possam ter representado uma vantagem evolutiva no passado, numa altura em que não havia abundância de alimentos. Assim, os genes associados a uma maior poupança de energia poderão ter sido preservados por seleção natural. 

Contudo, a obesidade não deixa de ser uma doença multifatorial e a interação com o ambiente que nos rodeia é determinante para o seu desenvolvimento.

 

Como funciona o teste genético da obesidade?

 

Através da recolha de uma pequena amostra de sangue e posterior análise, é possível determinar o genótipo do individuo relativamente aos genes associados, e, desta forma, consegue-se estratificar o risco de obesidade.

 

Que vantagens para o doente?

 

O teste genético, após correta interpretação e em colaboração com um profissional de saúde habilitado, permite guiar a intervenção terapêutica a adotar, contemplando uma dieta personalizada e metas realistas de perda de peso.

 

Referências:

1. Andrew J. Walley, Alexandra I.F. Blakemore, Philippe Froguel: “Genetics of obesity and the predictio of risk for health”. Human Molecular Genetics 2006, 15(2):124-130;

2. Phan-Hug F, Beckmann JS, Jacquemont S:” Genetic testing in patients with obesity”. Best Pract Res Clin Endocrinol Metab. 2012 Apr;26(2):133-43.